QUANDO PROCURAR UM PSICÓLOGO

07/03/2019

 QUANDO PROCURAR UM PSICOLOGO?

ANGELA MARIA PEIXOTO

PSICOLOGA

CRP 12-03887

Muitas pessoas têm dificuldade em procurar ajuda quando estão sofrendo de alguma dor ou conflito emocional, pois existe certo desconhecimento da hora e do motivo certo em procurar esse profissional.

A psicoterapia pode ser buscada como um instrumento de autoconhecimento, sem ter um problema específico em foco, e costuma ser um processo muito rico e saudável.

Porém, a maioria das pessoas costuma pensar em fazer psicoterapia quando está enfrentando algum problema específico. A vida sempre nos apresenta desafios, e, em alguns momentos, podemos nos deparar com barreiras emocionais que são difíceis de transpor sem uma ajuda qualificada, como por exemplo:

Perdas:

A morte é parte inevitável da vida.

Mesmo sabendo disso, o processo é difícil para todo mundo e, em alguns casos, é importante ter que elaborar essa perda e os sentimentos que estão associados a ela.

Estresse e ansiedade:

Num mundo cada dia mais estressante, muitas pessoas procuram ajuda psicológica para entender suas angustias e encontrar técnicas ou ferramentas emocionais para lidar com a ansiedade.

O estresse e a ansiedade causam muito sofrimento e, se não tratados, podem levar a uma redução na qualidade de vida, dificuldades nos relacionamentos, isolamento social e até à depressão.

Depressão:

A depressão é um transtorno mental que afeta um numero elevado de pessoas em todo mundo; em torno de 20% da população mundial apresentará depressão em algum momento da vida.

Entretanto, muita gente não procura tratamento quando está deprimida, seja por falta de informação, por preconceito ou simplesmente porque o deprimido tem sentimentos de desesperança que o impedem de ver uma saída e procurar ajuda.

A depressão é marcada por sentimentos de tristeza, perda de interesse nas coisas, falta de energia ou fadiga, dificuldades com o sono, dificuldades cognitivas e pensamentos recorrentes de desamparo, inferioridade e falta de esperança.

Fobias:

É comum ter medo,no entanto, se esse medo traz muito sofrimento ou traz limitações ou impedimentos à vida da pessoa, ele deve ser tratado.

Problemas familiares e de relacionamento:

Relacionamentos familiares, pessoais ou relacionados ao trabalho são, com freqüência, fonte de conflitos emocionais, e a psicoterapia tem um lugar importante na resolução dessas dificuldades.

Hábitos e vícios:

Alguns hábitos pouco saudáveis, são comuns e fonte de grande sofrimento para o indivíduo ou seus familiares. Muita gente tenta vencer um vício e percebe que sem ajuda especializada é muito mais difícil.

Na psicoterapia, o individuo pode descobrir possibilidades e criar estilos mais saudáveis para viver.

Melhorar a performance:

Melhorar a performance pessoal ou profissional , aprender a definir seus objetivos, visualizar as dificuldades no caminho e aprender a se conhecer melhor para enfrentar as dificuldades da vida é essencial para a realização pessoal. Com a ajuda de um psicólogo você pode agir proativamente (ou seja, prevenir certos problemas) ou se tornar mais confiante e resolutivo quando os problemas aparecerem. O que fatalmente acontecerá em algum momento da vida.

Transtornos Mentais:

Os transtornos mentais ou transtornos psiquiátricos são também muito freqüentes na população e geralmente trazem uma maior gravidade nos sintomas e um grande sofrimento psíquico.

Alguns dos distúrbios mentais mais conhecidos incluem:

transtorno bipolar

transtorno depressivo

esquizofrenia

transtorno de estresse pós-traumático, etc

  

Nesses casos é muito importante contar com a ajuda de um psicólogo (e também um psiquiatra) para ajudar a diminuir o impacto da doença na vida social, familiar e profissional da pessoa.